sexta-feira, 23 de agosto de 2013

REdecorar

Estou decidida a dar uma nova cara à minha casa em Setembro.
Quero pintar paredes e móveis, pendurar quadros e molduras novas, trocar mantas e almofadas...enfim preparar a casa para mais um ano feliz.
Como não tenho orçamento para estas grandes mudanças, vou ter que inventar e improvisar muuuuuito (o que para mim não é uma estranha forma de vida).
Encontrei esta ideia no Pinterest para fazer almofadas e gostei muito. É simples de se fazer e pode dar um toque especial ao meu sofá, até porque posso fazer carimbos distintos para diferentes almofada que se podem combinar. Giro não?
DIY Cojín estampado

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Subsídio pré-natal.



Quando estive grávida do M. não havia subsídio pré-natal. 
O Dr. Fernando Cirugião ( o melhor médico obstetra de sempre) informou-me que teria direito a receber o mesmo a partir do mês passado.
Passou uma declaração e lá entreguei. Ao que parece este subsídio demora a ser atribuído...infelizmente ainda não é este mês que vai cair na minha conta (e tanta falta me fazia), mas saber que existe e que um dia vai chegar deixa-me feliz. Não é muito mas já é uma ajuda para pagar consultas, cremes e medicamentos que necessitamos mais durante estes meses.
Já que se diz tanto mal do Sócrates, eu cá mando-lhe uma beijoca por ter criado este subsídio!
Já receberam alguma vez? 
Aqui fica as informações sobre o dito subsidio pré-natal segundo o site da segurança social:

O que é


Prestação atribuída à mulher grávida a partir da 13.ª semana de gestação, que visa incentivar a maternidade através da compensação dos encargos acrescidos durante o período de gravidez.

Condições de atribuição


A mulher grávida deve:
  • Ter atingido a 13.ª semana de gestação
  • Ser residente em Portugal ou equiparado a residente
  • Ter o rendimento de referência igual ou inferior ao valor estabelecido para o 3.º escalão de rendimentos (igual ou inferior a 1,5xIASx14)
O valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS) é de 419,22 EUR.


Como calcular o rendimento de referência


O rendimento de referência é calculado somando o  total de rendimentos de cada elemento do agregado familiar a dividir pelo número de crianças e jovens com direito ao abono de família, nesse mesmo agregado, acrescido de um e de mais o número de nascituros. O valor apurado insere-se em escalões de rendimentos.


Período de concessão


O abono de família pré-natal é atribuído por 6 meses, a partir do mês seguinte àquele em que se atinge a 13.ª semana de gravidez.

Se o período de gravidez for:
  • superior a 40 semanas, é atribuído por 6 meses ou até ao mês do nascimento, inclusive
  • inferior a 40 semanas, é atribuido por 6 meses, podendo ser acumulado com o abono de família para crianças e jovens após o nascimento.
Se ocorrer interrupção da gravidez é atribuido até ao mês da interrupção da gravidez, devendo esse facto ser comunicado aos serviços da Segurança Social.

Cessação


O abono de família pré-natal cessa se:
  • Ocorrer interrupção da gravidez
  • A grávida deixar de residir em Portugal
  • Terminar o prazo de validade do título de residência em território nacional

Montante


O valor do abono pré-natal:
  • Varia de acordo com o nível de rendimentos de referência do agregado familiar e corresponde ao valor do abono de família para crianças e jovens no primeiro ano de vida
  • É majorado em 20%, quando se trate de agregado familiar monoparental

Montantes (em EUR)
Escalões de rendimentosAbono de família pré-natalAbono de família pré-natal para famílias monoparentais 
1.º140,76168,91
2.º116,74140,09
3.º92,29110,75

Considera-se em situação de monoparentalidade a grávida que viva isoladamente ou em economia comum apenas com criança(s) e jovem(ns) com direito ao abono de família.

Nas situações em que esteja em curso a concessão de abono de família pré-natal e os elementos do agregado familiar não estejam obrigados a apresentar a declaração de rendimentos, para efeitos fiscais, a atribuição da majoração não depende de apresentação de requerimento.






quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Barco e lancha de cartão

Esta tarde demos uma nova vida a uma caixa de cartão que andava por aqui.
O M. queria um barco para brincar com os bonecos do Imaginex, e foi o que fizemos.
Cartão, tesoura, fita cola de papel e tinta foram os materiais necessários para dar vida a um fabuloso barco e com os restos de cartão o pai ainda fez uma lancha de passeio. O M. adorou e ainda não largou os seus novos brinquedos!
Está ou não está giro? :)





*Geniozinhos*



Não sou a favor de meter as crianças a fazer milhões de trabalhos de casa durante as férias. Se são férias devem esquecer um pouco as obrigações escolar e aproveitar para se divertirem e aprenderem de uma maneira não formal. Passear o mais possível, aproveitar para ir a museus e exposições, Zoo, oceanário, jardim botânico são alguns dos meus locais preferidos para levar o M. e sempre que chegamos a casa conversamos imenso sobre o que vimos e o que aprendemos em cada um destes locais.
Também gosto de alguns, e sublinho o alguns, livros de fichas que oferecem jogos educativos que fazem trabalhar muitas áreas de conteúdo (matemática, português, estudo do meio) e que a criança não sente que está a fazer "trabalhos de casa" mas sim a brincar.
Agora, não há nada que substitua os livros. Uma boa história contada (ou lida) na altura certa pode fazer o cérebro viajar para longe e abrir janelas onde só existiam muros!
Ando numa fase onde sinto que devo preparar o M. para a enorme aventura em que vai embarcar em Setembro: A escola primária, e a Bertrand têm uma colecção de livros perfeita para o entusiasmar no seu futuro escolar.
A colecção chama-se Geniozinhos. É destinada aos pais e aos educadores e demonstra que todas as crianças podem ter uma aprendizagem de sucesso, para isso basta descobrir o método certo. Através de histórias divertidas e cativantes, os livros desta colecção são uma maneira fácil e acessível de discutir os problemas de aprendizagem e os obstáculos que podem surgir nos mais pequenos. 
O M. adorou, principalmente o " O último a acabar" que conta a história de um menino que todos consideravam mau aluno a matemática e depois acabaram por descobrir que afinal ele só tinha dificuldade em trabalhar sobre pressão...e revelou-se um génio!
Como mãe e educadora, acho muito importante passar esta mensagem de que por vezes o sucesso escolar não é automático, é necessário pensar muito, observar e tentar encontrar o caminho certo para cada criança...pois não existem duas crianças iguais, logo o processo de aprendizagem não pode ser o mesmo para todos!
Cá por casa ficámos fãs desta colecção, e estamos desejosos para que saiam os restantes!







terça-feira, 20 de agosto de 2013

Verão com cheiro a Maçã



Estivemos uns dias na quinta dos meus sogros em Palmela. O médico aconselhou-me a sair uns dias de casa para tentar respirar ar puro e "limpar" a cabeça porque como já partilhei convosco, esta gravidez não está a ser pêra doce! 
O M. adora estar perto dos avós, poder andar nu pelo jardim e atirar-se para a piscina quando bem lhe apetecer, andar com os pés na terra, dar comida aos animais e apanhar fruta directamente das árvores. 
Acredito que quando chega à quinta se transforma numa espécie de Mogli o menino selvagem, e eu fico tão feliz de ver o meu filho em liberdade quase total!
Apanhamos imensas uvas, figos (são a minha fruta preferida e que por isso mesmo uma caixa cheia deles não dura um dia inteiro) e muitas, muitas maçãs riscadas.
Como apanhamos muitas mais maçãs do que as que conseguimos comer, fizemos compotas já a pensar em alguns presentes de Natal. 
A bimby foi a "duende" perfeita e partilho convosco as receitas que usamos...o resultado não podia ter sido melhor!


*Compota de maçã com nozes





Ingredientes

Ingredientes:
550 grs de maçã (pesada já sem casca e sem engaços)
150 grs de cenouras sem casca
350 grs de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de açúcar baunilhado
Sumo de meio limão
1 pau de canela
Nozes qb 


Preparação

Picar as nozes grosseiramente  (vel  5poucos segundos). Reservar.

Triturar alguns segundos na vel 5 as cenouras e maçãs
partidas aos pedaços  até estarem na
consistência desejada
Adicionar os açúcares e o sumo de limão. Misturar na vel
3. Juntar o pau de canela.
Programar 30 minutos, vel 2, temp 100º
Retirar o pau de canela e adicionar as nozes reservadas.
Envolver vel 2 colher inversa, sem o copinho para ir vendo.
Colocar em frascos e tapar de imediato.
*Compota de Maçã e Canela
Ingredientes:
  • 1 Kg. de Maçãs descaroçadas e cortadas em pedaços
  • 1 limão cortado em pedaços e sem casca
  • 350 gr. Açúcar
  • 2 colheres de sobremesa de Canela
  • Aroma de Baunilha q.b.

    Preparação:

    Colocam-se todos os ingredientes no copo da bimby e programa-se 30 Minutos/ 100ºC/ Vel. 2.
    Findo esse tempo, se estiver muito líquido programe novamente na mesma temperatura e velocidade, cerca de 10 minutos.
    No final, se preferir pode triturar cerca de 5 segundos, velocidade 5!

    É só distribuir a compota pelos frasquinhos, deixar arrefecer e está pronto a servir!


    *Doce de Maça com amêndoa

    Ingredientes:
    650g de maçã de qualquer qualidade já descascada e descaroçada
    150g de açúcar branco
    150g de açúcar amarelo
    Sumo de ½ limão
    1 colher de sobremesa de canela em pó
    100g de amêndoas laminadas

    Começar por colocar a maçã no copo partida em pedaços. Regar com o sumo de limão e juntar os açúcares e a canela. Picar durante uns segundos na vel. 5, até obter a consistência desejada. Acrescentar as amêndoas laminadas. Programar 25 min., temp. 100, vel. 1.

    Verificar a consistência e quando estiver bem, colocar de imediato o doce em frascos esterilizados. Tapar de imediato e deixar arrefecer com a tampa virada para baixo.






"A minha cara pintada" - Atividade de expressão plástica

Este sábado o tempo não estava nada convidativo para grandes aventuras no exterior. Mesmo nós gostando de andar a chapinhar na chuva,...