domingo, 28 de fevereiro de 2016

Almôndegas de beringela

Hoje o dia vai ser de aventura na cozinha.
Ando sempre a procurar formas de levar o meu filho Martim a comer legumes, o que é praticamente 
uma missão impossível! Felizmente a Camilinha adora sopa e o difícil é comer o 2º prato, mas isso, sinceramente, já não me preocupa. 
Descobri esta receita que vou experimentar hoje, parece simples de fazer, deliciosa e tenho esperança que a forma de bola, entusiasme o Martim a 
prová-las sem stress.


Lave bem e retire as extremidades de 2 beringelas e corte-as em cubinhos, levando-as ao fogo, numa panela anti-aderente com um fiozinho de azeite e uma pitada de sal.
Quando se verificar que a beringela está cozida, retire-as do fogo.
Deixe um pãozinho de molho na água ou leite para amolecer. Escorra o excesso da água ou leite e junte à beringela cozida com um dente de alho cortado bem pequeno e folhas de hortelã cortadas em pedacinhos. 
A hortelã irá dar um toque muito especial combinada com o alho! 
Junte uma colher de parmesão ralado, uma pitada de sal, um ovo e mexa até que a mistura esteja em ponto de enrolar. Se estiver muito mole, junte mais pão amolecido.
Faça pequenas bolas e passe-as na farinha.
Têm duas opções para terminar o prato, ou coloca num tabuleiro e leva ao forno ou frite em óleo vegetal.
Parece delicioso não parece?
Vamos ver como corre o almoço ;)

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Chapéuzinhos para festa

DIY Pom Pom Party Hats:

E estes chapéus para festa não são o máximo?
Papel de mercearia pintado e pompons de lã dão o toque especial.
ADORO!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

mais que um chapéu...


Quem é que na sua infância não teve um chapéuzinho de palha?!
Eu tive, mas confesso que na altura não lhe achava muita graça.
Teria gostado muito mais que a minha santa mãezinha tivesse metido mãos à obra e o tivesse transformado em algo mais divertido!
Fica a ideia de transformarem chapéus de palha (novos ou velhos) de uma forma muito simples com lã e feltro!


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Vasófrascos especiais


Eu adoro ter peças feitas pelos meus filhos espalhadas por toda a casa.
Acho que dão uma alegria especial à casa, e para mim, faz sentido que o nosso lar (no verdadeiro significado da palavra) seja repleto de peças feitas com amor e que o transmitam.
Esta é uma ideia que podem replicar e que fica linda em qualquer canto da vossa casa ou jardim, e também pode ser uma boa opção para presentear uma tia ou a avó.
Escolhi os cactos porque a minha casa, ou eu vá se lá saber, não é muito favorável à vida das flores e por algum mistério elas não sobrevivem muito tempo.
Só vão precisar de uns frascos de vidro ( podem usar os dos doces, das salsichas, do grão..), tinta branca e canetas de acetato.
1- Com os frasquinhos já lavados, coloque um pouco de tinta branca no interior do frasco e feche bem com a tampa.
2-Abane de forma a que a tinta se espalhe por todo o vidro e deixe secar.
3-Se achar que o branco não está completamente opaco, repita o processo.
4- Agora com os frascos brancos no interior, é só oferecer aos miúdos para que decorem o exterior dos frascos com as canetas.
5- Para obter um resultado mais duradouro, após as crianças decorarem o vidro, deixe secar a tinta das canetas uns minutos e passe com um pouco de cola branca para madeira por cima.
6- Quando os seus vasófrascos estiverem ao seu gosto, coloque terra e plante uma flor!

Gostaram? não se esqueçam de partilhar o resultado se decidirem fazer esta atividade! ;)



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

O estagiário




No fim de semana vi no meu sofá este filme.
Não tinha ouvido falar, não tinha lido o livro nem conhecia minimamente a história, mas gosto dos actores e resolvi arriscar.
É um filme leve mas com uma mensagem fortíssima, amei!
O filme conta a história de um viúvo reformado que farto de estar sozinho e os dias todos em casa responde a um anuncio para um estágio sénior numa empresa de vendas online.
Aos poucos, ele que parecia completamente desajustado, torna-se uma grande mais valia não só na empresa como na vida de todos os que o rodeiam.
Com a sua experiência e maturidade consegue dar concelhos, adaptar-se e executar as suas funções de uma forma exemplar e a sua vida ganha uma renovada alegria.
Fiquei a pensar no mercado dos nosso país nos dias de hoje. Infelizmente ao 35 anos já somos considerados velhos para alguns trabalhos, o que será que se sente com 70?!
Na minha opinião a juventude (que tantas coisas óptimas têm obviamente)  é sobrevalorizada.
Quase não se vê jornalistas mais velhos nas televisões, não há apresentadores e até os actores deixam de ter lugar.
Nas lojas, também a experiência de uma vida é deitada no lixo quando preferem contratar uma criança de 16 anos do que uma senhora de 60 anos..
Tenho tanta pena que num país envelhecido como o nosso, os seniores não sejam amados e respeitados como merecem!
Espero que alguém do governo veja este filme, e em vez de criar estágios para os trabalhadores jovens que em vez de contribuírem para a criação de emprego apenas servem para as entidades empregadoras encherem os bolsos à conta dos contribuintes, e crie algo do género para esta população que merece tanta consideração!

O que não levar nas férias...

O Martim foi de férias 15 dias com os avós. Quando cheguei a casa dos meus pais para o deixar a minha mãe perguntou: -"Só uma m...